Fale conosco pelo WhatsApp

Como funciona o congelamento de óvulos?

Como funciona o congelamento de óvulos?

congelamento de óvulos é um procedimento cada vez mais frequente no mundo feminino. Muitas vezes, a mulher não tem a intenção de engravidar naquele momento, e busca por formas de preservar a fertilidade, para posteriormente concretizar o sonho da maternidade de forma planejada.

Como funciona o congelamento de óvulos?

Porém, esse método ainda é considerado um mistério para muitas pessoas, inclusive para mulheres que estão em busca de preservação da fertilidade. Continue conosco e esclareça as suas dúvidas sobre o congelamento de óvulos!

O que é congelamento de óvulos?

Este procedimento tem como objetivo fundamental preservar os óvulos da paciente e oferecer-lhe, no futuro, a chance de ser mãe por meio de tratamentos de fertilização. O congelamento dos óvulos é feito mediante o uso de nitrogênio líquido. Esta técnica permite que o óvulo permaneça congelado no mesmo estado por muitos anos.

A técnica é especialmente recomendada quando a mulher tem interesse de adiar a gravidez, seja por motivos pessoas, seja por questões profissionais. Além desses casos, este procedimento é recomendado a mulheres que precisam iniciar um tratamento de combate ao câncer (o tratamento pode reduzir a quantidade de óvulos e afetar a fertilidade). Há outras situações que também podem ser ótimas para recorrer ao congelamento de óvulos:

  • Preservação do excedente de óvulos, em decorrência de um processo de indução da ovulação, durante a fertilização in vitro;
  • Pessoas com pouca reserva ovariana e alterações hormonais de FSH, anti-Mulleriano e estradiol. Também pode ser uma alternativa para a baixa contagem de folículos antrais;
  • Histórico de menopausa precoce.

Qual a idade máxima para fazer o congelamento de óvulos?

Embora não seja uma situação que demande o uso de uma fórmula matemática, pois o corpo feminino tem um comportamento variável, uma boa parte dos especialistas recomenda que o congelamento de óvulos seja feito até os 35 anos. Nessa idade, os óvulos ainda mantêm a estrutura adequada e estão prontos para iniciar a fecundação.

Existem riscos envolvidos no congelamento de óvulos?

Embora o procedimento de congelar óvulos seja extremamente efetivo e proporcione ótimos resultados, não há como garantir se o óvulo congelado poderá resultar em um embrião. É possível descongelar os óvulos e estes não estarem adequados para gerar uma gravidez.

A boa notícia é que a incidência desse tipo de problema é escassa. Assim sendo, o congelamento de óvulos ainda é uma das formas mais seguras de possibilitar uma gravidez no futuro.

Procedimento para congelar os óvulos

O processo de congelamento de óvulos engloba várias etapas, sendo elas:

  • Indução da ovulação: Durante o período de aproximadamente 10 dias, a paciente irá tomar hormônios. O objetivo fundamental deste procedimento é potencializar o crescimento de um maior número de folículos no ciclo menstrual. Como consequência, pode-se coletar mais de um óvulo para o processo de congelamento.
  • Monitoramento da ovulação: O controle ovulatório seriado tem como meta, verificar se os hormônios utilizados estão sendo úteis. A verificação é feita mediante a realização de exames de sangue e ultrassonografias.
  • Coleta de óvulos: Após um período que varia entre 34 e 36 horas depois da última aplicação hormonal, é realizada a coleta. Para efetuar o procedimento, a paciente ficará sob efeito da analgesia geral, logo isso deve ser feito em uma clínica de reprodução humana preparada com equipamentos cirúrgicos. O processo vai aspirar os óvulos com o uso de uma agulha pequena acoplada em um aparelho transdutor de ultrassonografia. O procedimento dura entre 10 e 15 minutos.
  • Preparação para congelamento de óvulos: Os óvulos são tratados com substâncias crioprotetoras, que têm como objetivo, evitar a criação de cristais de gelo, permitindo assim, que o óvulo permaneça preservado.
  • Armazenamento do óvulo: Após a realização das etapas anteriores, o óvulo é colocado em um recipiente armazenador. Esse contém nitrogênio líquido -196 °C.

Tendo em vista as informações citadas acima, pode-se concluir que o congelamento de óvulos é uma alternativa efetiva quando há a necessidade de preservar o estado dos gametas femininas para uma fertilização no futuro.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas