Fale conosco pelo WhatsApp

Como melhorar a vitamina D?

Letra D em prato branco

Conheça as principais estratégias para melhorar a vitamina D no organismo e qual a importância dela para concepção e desenvolvimento fetal

Durante a gestação, conseguir melhorar a vitamina D é recomendável para o desenvolvimento adequado da gravidez, garantindo tanto a saúde materna quanto o crescimento fetal apropriado.

A manutenção de bons níveis de vitamina D é importante para o funcionamento adequado do sistema imunológico, além de manutenção da saúde osteomuscular, ajudando, por exemplo, na prevenção da osteoporose.

Para mulheres que estão planejando uma gravidez, melhorar a vitamina D é ainda mais importante, pois os níveis desse pró-hormônio influenciam a fertilidade e a concepção. Por outro lado, seu déficit pode se associar a algumas complicações obstétricas. Saiba mais a seguir.

Qual a importância da vitamina D na gravidez?

O monitoramento e controle dos níveis de vitamina D durante a gestação é recomendado, através de exame de sangue que faz parte das solicitações do pré-natal. Os níveis de vitamina D durante a gestação idealmente devem ficar entre 30 ng/mL e 60 ng/mL.

Como influencia o sistema imunológico, o déficit de vitamina D após a concepção pode favorecer quadros de aborto espontâneo no primeiro trimestre gestacional.

Além disso, melhorar a vitamina D também influencia diretamente o desenvolvimento fetal. Esse pró-hormônio desempenha um papel importante no metabolismo do cálcio, que é mais demandado pelo organismo no terceiro trimestre gestacional para o crescimento ósseo do bebê.

Também há estudos que relacionam o déficit de vitamina D a ocorrências indesejadas durante e depois da gestação, como:

  • Maiores chances de complicações como pré-eclâmpsia;
  • Riscos maiores de desenvolver diabetes mellitus gestacional;
  • Riscos aumentados de desenvolver vaginose bacteriana;
  • Maiores chances de o bebê apresentar baixo peso ao nascer e dificuldade de ganho de peso posteriormente;
  • Chances aumentadas de o bebê desenvolver, posteriormente, doenças autoimunes, alergias e patologias cardiovasculares.

Portanto, melhorar a vitamina D durante a gestação é recomendável para um bom desenvolvimento da gravidez, impactando o crescimento fetal, mas também a saúde posterior da criança já em idade escolar.

Como melhorar a vitamina D?

Dada à importância da vitamina D durante a gestação é fundamental que a mulher se informe sobre como melhorar os níveis dela no organismo, preferencialmente, desde antes da concepção.

Banhos de sol

A exposição solar é a principal fonte de produção de vitamina D no organismo. Os raios ultravioletas do tipo B (UVB) ativam a síntese cutânea dessa substância e representam cerca de 90% da forma de obter essa vitamina.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a exposição ao sol por 5 a 10 minutos diariamente é suficiente para síntese adequada de vitamina D.

Alimentação

A alimentação corresponde, em média, a 10% da síntese da vitamina D no organismo. Apesar da menor participação, é fundamental uma dieta equilibrada e saudável, especialmente durante a gravidez. Alguns alimentos que ajudam a melhorar a vitamina D incluem:

  • Peixes gordos, como salmão, atum, cavala, arenque e sardinha;
  • Gema de ovo;
  • Fígado de boi e de frango;
  • Leite integral e derivados, como iogurte natural e queijo;
  • Cogumelo shitake;
  • Carne vermelha.

É fundamental que a gestante converse com o obstetra sobre mudanças que possam ser feitas na alimentação visando uma gestação mais saudável, não apenas para níveis satisfatórios de vitamina D, mas também outros nutrientes e vitaminas indispensáveis nesse período.

Suplementação

Por fim, também é possível melhorar a vitamina D por meio da suplementação. A Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) recomenda que as gestantes tomem suplemento de vitamina D durante todo o pré-natal devido à influência no desenvolvimento gestacional.

Portanto, apesar da importância de melhorar a vitamina D na gestação, as orientações específicas, principalmente a prescrição da suplementação, devem ser realizadas pelo médico obstetra responsável.

Entre em contato com a Mater Prime e saiba mais detalhes.

Fontes:

Rede D’Or São Luiz;

Portal PebMed;

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia — Febrasgo.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas