Fale conosco pelo WhatsApp

Disfunção Hormonal e a Infertilidade

Casal parece decepcionado ao ver resultado negativo de teste de gravidez

A relação entre disfunção hormonal e a infertilidade é um tópico de extrema importância para a área da reprodução humana, já que qualquer tipo de alteração — caracterizada pela produção insuficiente de hormônios ou pela existência de hormônios que não cumprem seu papel adequadamente — pode acarretar diversas consequências, entre elas a infertilidade.

Casal parece decepcionado ao ver resultado negativo de teste de gravidez

A interação entre disfunção hormonal e a infertilidade pode ser observada tanto no homem quanto na mulher. No caso da infertilidade feminina, podemos identificar a Síndrome dos Ovários Policísticos, alteração na tireoide ou qualquer modificação no ciclo menstrual.

Para saber mais sobre o assunto, confira abaixo o nosso post completo e tire todas as suas dúvidas sobre disfunção hormonal e infertilidade.

Como e por que ocorrem os distúrbios hormonais?

São diversos os motivos que acarretam os distúrbios ou disfunções hormonais. No Hipotireoidismo, por exemplo, há uma alteração no funcionamento da tireoide — glândula que controla a liberação e produção de hormônios no organismo. Quando ela é afetada, portanto, os problemas para engravidar começam a acontecer.

A menstruação irregular é um dos primeiros sinais que apontam a presença de distúrbios hormonais, e pode ser acompanhada de sonolência e até depressão. O risco de aborto aumenta nesses casos, já que o iodo é uma das substâncias produzidas e fica em falta. O bebê precisa do iodo para se desenvolver bem.

Outras causas que apontam a relação da disfunção hormonal e a infertilidade feminina que estão relacionadas à Hiperprolactinemia.

Quais as consequências para a mulher?

Além da infertilidade, vários são os problemas que acometem as mulheres por conta de um distúrbio hormonal. Alguns dos mais comuns são:

  • Alteração no ciclo menstrual;
  • Obesidade;
  • Aumento da quantidade de pelos;
  • Aumento de acne;
  • Problemas para ovular.

Além disso, essas alterações podem causar a conhecida TPM e problemas de ordem emocional como depressão e ansiedade.

É possível tratar os distúrbios hormonais?

Tudo vai depender da causa e, para isso, primeiro o médico especialista precisa realizar alguns exames para identificar a raiz do problema. Porém, normalmente, a disfunção hormonal é tratada por meio de medicamentos como anticoncepcionais, estrogênio vaginal (no caso de a mulher estar com problemas na lubrificação) e outros métodos.

Pode ser necessário também se adequar a um novo estilo de vida para controlar a disfunção hormonal e a infertilidade. Mudanças na alimentação, principalmente, evitando embutidos (salames, salsichas e outros), e preferindo legumes, verduras e alimentos integrais. Praticar exercícios de maneira regular também é essencial.

Qual a relação entre disfunção hormonal e a infertilidade?

Cada tipo de disfunção hormonal gera um problema diferente no corpo da mulher, podendo levar à dificuldade para engravidar.

Na Hiperprolactinemia há uma produção exagerada de prolactina, o hormônio responsável por estimular a produção de leite materno pelas glândulas. Quando isso acontece, ocorrem alterações no ciclo menstrual — e consequentemente, nas ovulações — e redução da libido. Esse tipo de problema costuma acontecer pela presença de um tumor benigno na hipófise.

É possível engravidar mesmo apresentando disfunção hormonal?

Apesar da relação direta entre disfunção hormonal e a infertilidade, é possível sim engravidar. Nesse caso, porém, é preciso acompanhamento de um especialista em reprodução humana que poderá verificar como está a reserva de óvulos da mulher e identificar a causa do problema.

Assim, é possível iniciar o tratamento e, caso não seja possível engravidar de maneira convencional, sempre há a opção de aproveitar algumas das técnicas de reprodução assistida.

Técnicas de reprodução assistida que podem ser utilizadas

A mulher pode optar por congelar os óvulos para garantir que, depois do tratamento, tenham a possibilidade de engravidar, especialmente se ela já tiver mais de 35 anos. A FIV, a Inseminação Artificial, a ICSI e outros podem ser utilizados.

Há diversas técnicas que auxiliam no tratamento quanto à disfunção hormonal e a infertilidade. Está com dificuldade para engravidar? Procure hoje mesmo a nossa equipe e marque uma consulta!

Fontes:

Clínica de Reprodução Humana Mater Prime

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas