Fale conosco pelo WhatsApp

Gravidez após os 40 anos

Gravidez após os 40 anos

Com o crescimento da expectativa de vida no Brasil e, também a maior presença feminina no mercado de trabalho, tornou-se normal adiar os planos de uma gravidez. A mulher tende a aguardar por um período de estabilidade financeira, no trabalho e em alguns casos, na relação amorosa, para engravidar. Tanto que, hoje vemos um número crescente de mulheres que optaram pela gravidez após os 40 anos.

Gravidez após os 40 anos

Embora a situação da saúde, de um modo geral, tenha se aprimorado nas últimas décadas, a possibilidade de ser mãe despenca com a idade. E tentar uma gravidez após os 40 anos, pode ser desafiador em muitos casos.

Isso porque o organismo feminino ‘escolhe’ os óvulos em condições ideais de fecundação para utilização durante a juventude, ou seja, até os 35 anos em média. A chance de falhas na divisão das células do embrião também se eleva com o passar do tempo, segundo dados de pesquisas referentes a fertilidade.

Como engravidar após os 40 anos para quem tem dificuldade?

De modo geral, a mulher e seu companheiro devem tentar gerar a gravidez de maneira natural em qualquer faixa etária. A intervenção para algum procedimento deve ser cogitada depois de 12 meses de tentativas seguidas sem sucesso.

Quando isso acontece, a mulher pode pensar em aderir a algum processo de fertilização assistida ou mesmo a adoção. No caso do auxílio da medicina, a paciente pode contar com o namoro programado, a inseminação artificial, a indução a ovulação e a fertilização in vitro.

Esses procedimentos são ótimas opções para os casais com problemas de fertilidade. No entanto, é essencial compreender todas as questões envolvidas. Afinal, essas alternativas só devem ser efetuadas uma vez por ano. É essencial refletir e tirar todas as dúvidas.

Explicar quais são as chances de engravidar após os 40 anos

Conforme pesquisa do Hospital das Clínicas de São Paulo, uma em cada quatro gestações após os 40 anos resulta em abortamento infelizmente. O índice de nascimento precoce, sem nenhum estímulo, também é mais alto que uma gravidez na faixa dos 20 anos.

A taxa chega aos 15% em função de fatores variados, como a diabetes e a pressão alta. Embora as chances sejam menores, elas existem, sim. Caso a mulher não esteja no período da menopausa e tenha a saúde em bom estado, ela é capaz alcançar a gravidez após os 40 anos.

Quais exames para engravidar após os 40 anos devem ser feitos

No entanto, o monitoramento médico deve ser redobrado para as mulheres grávidas e entre aquelas que planejam uma gravidez. Ainda de acordo com Hospital das Clínicas de São Paulo, é fundamental realizar a ingestão do ácido fólico. Isso deve ser feito até 90 dias antes da gravidez.

Além disso, é imprescindível efetuar um check-up total antes de iniciar as tentativas. E ainda verificar a sua capacidade de fertilidade com um exame de sangue. Neste teste, é possível avaliar os índices de estradiol e FSH no começo do período menstrual.

Vale lembrar que, essa cautela precisa ser mantida ao longo dos nove meses com um pré-natal bem intenso. As visitas aos médicos tendem a ser frequentes e com exames bem específicos.

Quais os riscos da engravidar após os 40 anos

Para o corpo feminino, o passar do tempo está ligado a elevação da diabete gestacional, da pressão alta, e do maior risco de aborto espontâneo. O nascimento precoce também ocorre com mais constância em gestantes a partir dos 40 anos.

Para a criança, os perigos estão vinculados a modificações estruturais e nos cromossomos, como a elevação da chance da Síndrome de Down. Todas essas questões são reais. Porém, a evolução da medicina reduz consideravelmente esse efeito negativo nas mamães e nos bebês, com o auxílio de diagnósticos precoces.

Isso significa que a mulher tem todo o direito de realizar o sonho da maternidade após os 40 anos, mas requer mais cuidados. Tudo para que a gravidez transcorra de modo seguro e traga ao mundo uma criança saudável.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas