Fale conosco pelo WhatsApp

Infertilidade: Causas e Tratamentos

Por problemas de infertilidade, dado de gravidez dá negativo

Construir uma família saudável e feliz é um dos principais sonhos dos casais. No entanto, esse plano começa a ficar mais complicado quando o casal se depara com a infertilidade.

A infertilidade é mais comum do que algumas pessoas pensam. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 15% dos casais têm alguma dificuldade para engravidar.

Por problemas de infertilidade, dado de gravidez dá negativo

A dificuldade para engravidar pode surgir por fatores femininos, masculinos ou de ambos. Segundo uma pesquisa sobre infertilidade feita pela OMS em 40% dos casos o problema é originado por homens, 40% por mulheres e os 20% restantes estão relacionados a outros fatores.

Quais são os sintomas de quem não pode ter filhos?

Uma das principais perguntas sobre infertilidade é se existem sintomas que o casal pode detectar quando não consegue ter filhos. A resposta é simples: o único sinal de infertilidade masculina e feminina é quando o casal está há pelo menos um ano sem conseguir engravidar naturalmente, mesmo mantendo relações sexuais frequentes sem a utilização de métodos contraceptivos.

Os casais que se enquadram na descrição acima devem buscar o auxílio de um médico especializado para investigar quais fatores estão impedindo a concepção natural. Algumas causas podem ser identificadas tanto em homens quanto em mulheres, entretanto, o que diferencia é a maneira como tais fatores interferem na dificuldade para engravidar.

O que pode levar à infertilidade feminina?

Os principais fatores que causam a infertilidade feminina são:

1.      Idade avançada

Cada mulher nasce com uma quantidade de óvulos específica, chamada na medicina de reserva ovariana. Conforme a mulher envelhece, essa quantidade diminui — sobretudo após os 35 anos.

2.      Endometriose

A endometriose é caracterizada pela presença do tecido endometrial fora da cavidade uterina. Trata-se de uma das causas de infertilidade feminina mais frequente, sendo que aproximadamente 50% das mulheres que não conseguem ter um bebê foram diagnosticadas com a doença.

3.      Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)

A doença acontece quando são identificados pequenos cistos nos ovários, quando há um aumento na produção de hormônios masculinos e quando ocorre a anovulação (irregularidade na menstruação). Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), a SOP é responsável pela infertilidade de 40% das mulheres.

4.      Problemas na ovulação ou nas tubas uterinas

Ambos são fatores ligados à dificuldade para engravidar nas mulheres, pois, são indispensáveis no processo de fecundação. Alguns dos problemas que podem acometer a ovulação são a imaturidade dos óvulos e a baixa qualidade oocitária. As tubas uterinas, por sua vez, podem apresentar alterações físicas como miomas e pólipos, por exemplo.

5.      Manter hábitos prejudiciais à saúde

O tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e fast food, prática de exercícios físicos exagerada, crises recorrentes de estresse e as variações expressivas no peso — tanto para mais, ocasionando a obesidade, quanto para menos, levando à anorexia — são atitudes que podem causar a infertilidade da mulher.

O que pode causar a infertilidade masculina?

Os principais fatores que podem deixar um homem infértil são:

1.      Características pessoais

Assim como acontece com as mulheres, hábitos como o fumo, o alcoolismo, o estresse e a obesidade são fatores que impactam nos homens que são inférteis. Estudos também mostraram que a personalidade do indivíduo pode intensificar o problema, tanto no âmbito feminino quanto no masculino.

É importante ressaltar que a herança genética também pode aumentar as chances do indivíduo ser infértil, seja ele homem ou mulher.

2.      Varicocele

Caracterizada pela dilatação anormal das veias no saco escrotal, similar ao que acontece com as varizes, a varicocele pode contribuir para a infertilidade masculina por elevar a temperatura da região. Isso prejudica a produção de espermatozoides saudáveis para fecundação.

3.      Espermatozoides de baixa qualidade

A qualidade dos espermatozoides produzidos tem caído consideravelmente nos últimos anos, seja na sua motilidade, concentração ou morfologia. Quando isso acontece, o homem pode ter dificuldade para engravidar a parceira.

4.      Problemas na ejaculação

A obstrução dos ductos deferentes é uma condição que pode interferir na quantidade de sêmen ejaculado, pois impede o transporte dos gametas do testículo para a uretra. Pode ser causada por infecções, traumas ou ser congênita (presente desde o nascimento).

5.      Temperatura elevada na região dos quadris

Algumas atividades rotineiras que parecem inofensivas de início podem impedir a concepção natural por parte do homem. Um bom exemplo disso é o uso do laptop no colo, pois é capaz de aumentar a temperatura dos testículos.

O mesmo alerta vale para as profissões que colocam a região dos quadris dos homens em contato direto e frequente com altas temperaturas. São exemplos os cozinheiros, motoristas e metalúrgicos.

A Fertilização in Vitro (FIV) é realizada para mulher que sofre com infertilidade

Quais são os tratamentos para quem é infértil?

Os principais tratamentos para um casal infértil são:

  • Coito programado;
  • Injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI);
  • Fertilização in Vitro (FIV).

A indicação do melhor tratamento para a infertilidade feminina ou masculina dependerá dos fatores que levaram à dificuldade para engravidar. Sendo assim, o auxílio médico deve ser buscado com agilidade para que as causas sejam devidamente diagnosticadas e o tratamento seja mais efetivo.

A infertilidade é uma questão que pode assustar os casais tentantes, no entanto, com a avaliação especializada é possível realizar o sonho de construir uma família. Caso queira receber um atendimento personalizado, agende sua consulta com um dos especialistas em reprodução humana da Mater Prime.

Fontes:

Clínica Mater Prime;

Organização Mundial da Saúde (OMS);

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM);

Sociedade Americana para Medicina Reprodutiva (ASRM);

Associação Americana de Gravidez.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas