Fale conosco pelo WhatsApp

Inseminação artificial: quando e para quem é indicado?

Inseminação artificial: quando e para quem é indicado?

Você sabe se a indicação da inseminação artificial é para você? O primeiro passo para responder a essa pergunta é entender outros questionamentos acerca da reprodução humana assistida, sendo eles: o que é infertilidade? O que é inseminação artificial? Quando a inseminação artificial é indicada? Para quem é indicado o tratamento de inseminação artificial e quais os tipos de tratamento disponíveis.

Inseminação artificial: quando e para quem é indicado?

Só assim é possível saber se a indicação da inseminação artificial é realmente a melhor opção para o seu caso. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a infertilidade é uma condição que acomete cerca de 15% da população mundial.

Ao se deparar com o diagnóstico de infertilidade, tanto por parte da mulher – que representa 40% dos casos mundiais de infertilidade – quanto do homem, muitos casais buscam a inseminação artificial ou outros métodos de reprodução assistida, que são seguros e eficazes para quem deseja engravidar.

A Inseminação Artificial (IA) ou Inseminação Intrauterina é um procedimento de reprodução assistida considerado de baixa complexidade. Consiste basicamente em depositar espermatozoides com melhores chances de fecundação no útero da mulher. Esse processo pode ser feito com espermatozoides do parceiro, ou de um doador desconhecido e só acontece após um tratamento hormonal prévio para estimular a ovulação. A ideia é que a fecundação aconteça naturalmente no organismo da mulher.

As probabilidades de uma mulher engravidar após um único ciclo de inseminação variam entre 15% e 20%, o que pode depender dos fatores hormonais e férteis do casal. É indicado que esses casais façam até três inseminações seriadas com o objetivo de conseguir engravidar, isso quando a primeira tentativa não resultou no tão sonhado positivo.

Um ponto importante é que o procedimento não é indicado para mulheres que tenham problemas nas trompas, já que é preciso que, ao menos uma delas, funcione corretamente para o sucesso do tratamento.

Saiba para quem é indicado o tratamento de inseminação artificial:

  1. Homens com problemas de ejaculação por diversas razões;
  2. Homens com alteração seminal leve (recomenda-se um espermograma para avaliar a fertilidade do homem);
  3. Casais jovens, porém, com caso de esterilidade não detectada por exames prévios;
  4. Mulheres com irregularidade da menstruação ou disovulia;
  5. Demais casos em homens e mulheres onde a esterilidade foi detectada, porém sem um diagnóstico claro.

Como é o processo de IA e quando a inseminação artificial é indicada para o meu caso?

Quando ocorre a indicação da inseminação artificial, o primeiro passo é iniciar a estimulação ovariana. Trata-se de um tratamento hormonal que aumenta as chances de sucesso da Inseminação artificial (AI). De acordo com o perfil da paciente, são ministradas doses de hormônios que estimulam o ovário a produzir os folículos que, mais tarde, irão liberar o(s) óvulo(s) que poderá(m) ser fecundado(s). Essa estimulação se inicia no começo do ciclo menstrual, mais precisamente no segundo dia e pode durar cerca de 10-12 dias.

Nesse período são comuns exames sanguíneos e ultrassonografias que acompanham o desenvolvimento dos folículos. Esse acompanhamento próximo permite possíveis alterações na dosagem hormonal, visando o sucesso do tratamento. A inseminação artificial só é realizada quando os folículos atingem a condição adequada para fecundação. Para isso, é aplicada uma injeção de hCG que impulsiona a ovulação.

A indicação da inseminação artificial não é exclusividade das mulheres com fatores de infertilidade, já que o parceiro tem um papel ativo em todo o processo. Após o processo inicial de estimulação e preparação do óvulo, também é necessário que seja feita a preparação do esperma, que consiste em selecionar os espermatozoides com a melhor mobilidade, para facilitar a fecundação. Eliminar espermas lentos ou até mesmo mortos otimiza o resultado do tratamento oferecendo mais chance de sucesso entre as tentativas.

A amostra do esperma de melhor qualidade só é introduzida dentro do útero após todo esse processo de preparação. O procedimento é feito em clínica, com equipamentos adequados e garantem o máximo de conforto aos pacientes. Todo o procedimento dura em média 28 dias – o mesmo que um ciclo menstrual completo – contando da preparação ao teste de gravidez, que confirma ou não o sucesso do tratamento.

É importante esclarecer que a indicação da inseminação artificial não garante sucesso na primeira tentativa.

Quanto custa esse tratamento?

Após a indicação da inseminação artificial uma das maiores dúvidas é o valor do procedimento, no entanto, o tratamento de inseminação artificial tem custos variados que dependem de diversos fatores, como o número de tentativas para o sucesso da gravidez.

O casal deve procurar um médico especialista para tirar as dúvidas sobre o procedimento, descobrir a causa da infertilidade e detectar o melhor tipo de tratamento. Só em consultório e com base no quadro clínico do casal é possível mensurar os custos do tratamento e se a indicação da inseminação artificial pode ser mais assertiva.

Saiba mais sobre a nossa Clínica de Reprodução Humana.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas