Fale conosco pelo WhatsApp

Melhores dicas para tentantes

Melhores dicas para tentantes

Milhares de casais vivem as delícias e as dores da tentativa de engravidarem. Enquanto alguns conseguem a gestação de forma rápida — logo nos primeiros meses —, outros demoram um pouco mais.  A vida dos tentantes é cercada de esperança e ansiedade, e contar com o apoio de um médico ginecologista neste momento, ajuda a tornar o processo bem mais simples.

Melhores dicas para tentantes

Esse acompanhamento médico é de extrema importância, pois os tentantes, antes de começaram a empreitada da gravidez, devem verificar seu estado de saúde e descartar possíveis alterações no sistema reprodutivo, que facilmente são detectadas nos exames de rotina. A mulher deve procurar por um ginecologista e o homem um urologista.

Descartado qualquer problema de saúde, é necessário que o casal tenha ciência que engravidar não é tão simples quanto parece. Dados apontam que 85% dos casais em idade fértil e saudáveis, até os 35 anos, conseguem gerar uma nova vida de forma natural, ou seja, sem o auxílio de qualquer método de reprodução assistida em um ano de tentativas. A porcentagem restante precisa de um empurrãozinho, sendo que esse apoio tem início, muitas vezes, com o namoro programado (coito programado).

Programando a gestação

Tomada a decisão de aumentar a família, é indicado que os cuidados relativos à saúde comecem, pelo menos, com três meses de antecedência. Nesse tempo é indicado a realização de diversos exames — todos solicitados por especialistas — e que algumas mudanças de hábitos ocorram. Por exemplo, casais que fumam devem parar, os que estão com sobrepeso devem entrar em forma e pode vir a ser indicado que ocorra uma reeducação alimentar para fortalecer a saúde dos mesmos.

Em resumo, esses 90 dias de preparação ajudam na melhora da qualidade de vida da gestante e do parceiro, e isso tem relação direta aos tentantes.  É muito importante ainda que essa mulher passe a tomar ácido fólico, a famosa vitamina B9. Ela é tida como forte aliada para formação correta do tubo neural do bebê, quando a gestação ocorre.

Um dos principais efeitos ao casal nesse período é o aumento da cumplicidade. Afinal, ambos devem se empenhar durante as tentativas, não é mesmo? Esse apoio mutuo é positivo ainda para minimizar momentos de stress e picos de ansiedade, pois o nervosismo pode atrapalhar o casal.

Dicas para tentantes

A primeira dica, e a considerada mais importante, é que a mulher deve conhecer o seu corpo. Esse autoconhecimento a ajudará identificar os dias de ovulação, ou seja, quando estará fértil. Exemplificando: um ciclo menstrual é de, em média, 28 dias – contabilizado a partir do primeiro dia da menstruação, até o dia que antecede a próxima.

O período de ovulação ocorre no 14º dia, na metade do ciclo. Com base nesse calendário, pode-se dizer que o período fértil começa entre 11º após a menstruação e se estende até 17º dia.

A famosa tabelinha serve como referência aos casais tentantes, tanto que existe uma infinidade de aplicativos que ajudam a fazer todas as contas e indicar os melhores dias para o casal curtir a noite a dois.

O corpo feminino emite sinais de que está se preparando para fecundação, sendo os mais fáceis de se identificar:

  • Presença de secreção vaginal transparente;
  • A mulher tem seu desejo sexual potencializado, assim como o seu apetite;
  • É possível identificar um leve aumento da temperatura corporal.

Caso esses sinais não sejam claros, ou a mulher não os perceba, ela pode contar com o auxílio de um teste de farmácia para a medição do hormônio luteinizante (LH). Quando ele apresenta elevação, significa que seu corpo está se preparando para ovular, e por consequência, para tentar a gestação.

A segunda dica é o casal curtir esses momentos. Já foi comprovado que, quanto maior a excitação do parceiro, maior é a reserva de sêmen liberado na ejaculação, colaborando para uma quantidade maior de espermatozoides a percorrer o útero feminino em busca do óvulo.

É importante enfatizar que, quanto mais vezes esse casal tiver relações sexuais durante o período fértil, maiores são as chances de uma gestação. As relações não precisam ser diárias e sim em dias alternados.

A terceira dica é sobre o tempo de tentantes  e caso essa fase seja superior a um ano (caso a mulher tenha 35 anos ou mais o tempo recomendado de espera é de 6 meses) e o casal não consiga a gestação, eles devem procurar pelo médico ginecologistas e verificar a possibilidade de começar um tratamento chamado namoro programado (coito programado). Um especialista em reprodução assistida também pode auxiliar em algum diagnóstico que ainda não tenha sido feito nessa fase.

No namoro programado, medicamentos induzem a ovulação e com o auxílio de ultrassonografias, são identificados os melhores dias para que o casal tenha relação sexual, contribuindo para o aumento das chances de fecundação.

A quarta dica e provavelmente a melhor de todas é: não se sintam pressionados a engravidar logo no primeiro mês de tentativa. Aproveitem esse tempo de tentantes, curtam a dois, façam planos e tentem deixar a ansiedade um pouco de lado!

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas