Qual a relação entre hipotireoidismo e infertilidade?

Fale conosco pelo WhatsApp

Saiba como essas duas doenças estão relacionadas e como podem ser tratadas

A glândula tireoide é um órgão em forma de borboleta localizado na frente do pescoço. Sua função é produzir hormônios que regulam o metabolismo do corpo para que o organismo exerça funções vitais.

Quando a tireoide produz hormônios em níveis menores do que os ideais, temos uma condição chamada hipotireoidismo, que afeta o organismo de diversas formas, inclusive a fertilidade. Entenda, no conteúdo a seguir, qual é a relação entre hipotireoidismo e infertilidade.

Fale com nossa equipe e marque uma avaliação!

O que é o hipotireoidismo?

O hipotireoidismo, como dito, é um problema na tireoide que se caracteriza pela queda na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina). É uma doença mais comum em mulheres, embora possa afetar qualquer pessoa, independentemente de gênero ou idade.

Quais os sintomas do hipotireoidismo?

Os principais sintomas do hipotireoidismo incluem:

  • Depressão;
  • Batimentos cardíacos desacelerados;
  • Intestino preso;
  • Menstruação irregular;
  • Falhas de memória;
  • Cansaço excessivo;
  • Dores musculares;
  • Pele seca;
  • Queda de cabelo;
  • Ganho de peso;
  • Aumento do colesterol.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico do hipotireoidismo é feito por meio de um exame de sangue que dosa o hormônio TSH produzido pela hipófise. Os níveis do TSH ficam elevados quando a tireoide não está funcionando adequadamente.

Como tratar o hipotireoidismo?

O tratamento do hipotireoidismo consiste na reposição diária do hormônio que está em falta no organismo. Essa medicação geralmente deve ser tomada por toda a vida, pois não existe cura para o hipotireoidismo.

Quero agendar uma consulta com um médico especialista!

Existe relação entre hipotireoidismo e infertilidade?

Hipotireoidismo e infertilidade são condições que estão relacionadas entre si porque a baixa produção dos hormônios da tireoide pode afetar tanto a capacidade de engravidar quanto a capacidade de manter a gestação.

Nos homens, também existe a possibilidade de hipotireoidismo e infertilidade, pois a doença pode prejudicar a qualidade e a motilidade dos espermatozoides, dificultando a fecundação.

Na mulher, os primeiros sinais que levam o médico a suspeitar da relação entre hipotireoidismo e infertilidade são:

  • Interrupção do ciclo menstrual, dificultando a concepção;
  • Alterações na ovulação, ou mesmo falta dela.

Além disso, o hipotireoidismo pode:

  • Aumentar o risco de aborto espontâneo;
  • Aumentar o risco de parto prematuro;
  • Causar dificuldade de implantação do embrião no útero.

Por conta da relação entre hipotireoidismo e infertilidade, muitas pesquisas apontam a importância de se realizar exame de tireoide quando a mulher está enfrentando dificuldade para engravidar ou vem passando por abortos. A simples correção das disfunções da tireoide pode inclusive restabelecer a fertilidade natural da mulher quando o hipotireoidismo for a única justificativa para a dificuldade de engravidar ou para os abortos de repetição.

Como o hipotireoidismo pode interferir nos tratamentos de reprodução assistida?

Sempre que o hipotireoidismo for constatado, é importante que a reposição hormonal com levotiroxina seja iniciada a fim de melhorar os resultados após a transferência de embriões. É comum que o médico realize um ajuste fino dos hormônios da tireoide objetivando TSH <2,5mUi/L, pois alguns estudos indicam que estes são os melhores níveis a serem mantidos durante a gravidez; no entanto, níveis de TSH até 4,0 mUi/L também são aceitáveis.

Entre em contato com um de nossos especialistas para saber mais!

Fontes:

Ministério da Saúde

Mater Prime

Manual MSD

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Blog

Confira as últimas novidades do mundo da Reprodução Humana

Instagram Dr. Rodrigo RosaYoutube Dr. Rodrigo Rosa x