TPM ou Gravidez? Saiba diferenciar os sinais

Fale conosco pelo WhatsApp

Tanto a TPM quanto a gravidez causam alterações físicas e emocionais na mulher, mas alguns sinais ajudam a diferenciar as duas situações

Não é incomum que a mulher que está tentando engravidar ou que tenha tido relações sexuais sem o uso de métodos contraceptivos note alterações em seu ciclo menstrual ou no corpo que gerem a dúvida: “é TPM ou gravidez?”. Isso porque, muitos dos sintomas podem ser parecidos no início da gestação, sendo que para diferenciar clinicamente as duas situações é importante estar atenta às características dessas modificações.

Além disso, no caso das mulheres que estão tentando engravidar, mas que todos os meses têm atraso menstrual e sintomas que geram dúvidas se é TPM ou gravidez, uma investigação mais aprofundada, com especialistas em Fertilidade, pode ser necessária.

TPM, o que é?

A Tensão Pré-Menstrual (TPM) é um conjunto de sinais e sintomas do corpo da mulher que antecedem o início do ciclo menstrual, ou seja, são prévios ao primeiro dia de sangramento — geralmente, surgem um ou dois dias antes da menstruação.

Dado que mensalmente a mulher no menacme (em idade fértil e que menstrua regularmente) sofre fortes descargas hormonais, espera-se que seu corpo enfrente uma série de modificações naturais e fisiológicas, além de haver alterações comportamentais e de humor.

Porém, muitos desses sintomas — como cólicas, alterações de sono e de apetite, maior sensibilidade nas mamas e, principalmente, mudanças drásticas nas emoções — são comuns também à gestação, de forma que a mulher pode ficar na dúvida se é TPM ou gravidez.

Embora os sentimentos possam estar alterados nas duas situações, o mais comum é que a TPM gere irritações, enquanto a gravidez aumenta a sensibilidade e a vontade de chorar. Porém, nem sempre essa diferenciação é exata, sendo que a mulher pode experienciar uma TPM com mais sensibilidade, algumas vezes.

Gestação, quando desconfiar?

O Ministério da Saúde compartimenta os sintomas menstruais e as alterações no corpo em “sinais de presunção de gravidez”, “sinais de probabilidade” e “sinais de certeza”. Nesse sentido, já se pode desconfiar da gestação a partir dos sinais de presunção, que são:

  • Atraso menstrual;
  • Náuseas, vômitos (principalmente matinais), mudanças de apetite, salivação excessiva;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Aumento de sonolência;
  • Modificações nas mamas (aumento do volume, hipersensibilidade dos mamilos, saída de colostro);
  • Mudança de coloração da vulva;
  • Aumento do volume abdominal.

Caso o atraso menstrual seja superior a 15 dias, o Ministério da Saúde orienta que se realize o teste imunológico, que pode indicar se é TPM ou gravidez.

Porém, muitos dos sinais e sintomas da gravidez podem, sim, se confundir com a TPM, visto que nas primeiras semanas de concepção pode haver sangramento decorrente da nidação do embrião, bem como alterações de sensibilidade nas mamas e no abdome. Além disso, também não é incomum que a mulher apresente cólica no início da gravidez.

Como saber se é TPM ou gravidez:

Como dito, os sintomas gestacionais podem ser facilmente confundidos com os da TPM, pois alguns deles são idênticos. A seguir, veja de forma mais detalhada os sintomas similares e como cada um deles afeta a mulher.

Sangramento

Os escapes ou sangramentos podem ocorrer fora do período menstrual e isso independe de a mulher estar de TPM ou não. Esse sangramento requer atenção e, caso ocorra com frequência, é fundamental relatar ao médico ginecologista. Quando falamos em gestação, ocorre o processo de nidação — quando o embrião se fixa no útero — e isso gera uma secreção que pode ser facilmente confundida com um sangramento.

Enjoos

Algumas mulheres, quando de TPM, relatam a sensação de enjoo e se mostram mais sensíveis ao contato com determinados alimentos. Quando grávidas, a maioria das mulheres relata enjoos nos três primeiros meses de gestação e nem sempre eles estão relacionados ao contato com algum alimento.

Mamas

O aumento das mamas e de sua sensibilidade ocorre nas duas situações e são resultado do trânsito hormonal que ocorre no organismo feminino durante o período pré-menstrual e o gestacional.

Cólicas

As cólicas podem ocorrer antes da menstruação e durante, sendo que esse incômodo é tido como comum. Vale evidenciar que cólica incapacitante e prolongada demanda atenção e avaliação por um ginecologista. Na gestação, as cólicas também podem ocorrer, mas são mais comuns no primeiro trimestre gestacional.

Apetite

Aumento de apetite pode ocorrer na TPM ou gravidez, devido às alterações hormonais que ocorrem no corpo da mulher durante os dois períodos.

Dor no corpo

O excesso de prostaglandinas, hormônio que se eleva durante a TPM, pode resultar em dores como as de enxaqueca, dores de cabeça, articulares, musculares, dores nas costas e até mesmo dores abdominais. Durante a gestação, a dor ocorre devido ao crescimento do bebê no útero materno e à movimentação óssea que isso provoca para acomodar o feto.

Sono

Sentir-se mais sonolenta é um sintoma comum da gravidez; nesse período, a mulher dorme mais. Já na TPM ocorre o contrário, mulheres relatam insônia e um aumento dos despertares noturnos.

Humor

Os hormônios relacionados ao humor são afetados tanto na gestação quanto na TPM. No período pré-menstrual, o estrógeno é o responsável pelas alterações, já na gestação é a progesterona e o estrogênio que se elevam, causando esse turbilhão de emoções.

Pele

Seja na TPM ou gravidez, a pele sofre com as mudanças hormonais. É comum as mulheres relatarem aumento das espinhas e/ou da oleosidade. Entretanto, há mulheres que ficam com a pele incrível no período gestacional.

Agora, com sintomas similares, a única forma de saber se é TPM ou gestação é por meio do exame de sangue, o famoso beta HCG.

A dosagem de beta HCG, por meio do teste imunológico, pode identificar a gravidez cerca de 8 a 11 dias após a concepção. Assim, caso a mulher tenha tido relações sexuais recentemente e esteja com a menstruação atrasada há, pelo menos, quinze dias, recomenda-se que se faça o exame laboratorial.

A dosagem menor que 5mUI/ml é considerada negativa, e acima de 25mUi/ml é considerada positiva. Já o valor intermediário pode indicar resultados falsos, demandando a realização de uma nova investigação para diferenciar se os sinais são de TPM ou gravidez.

Quando procurar atendimento médico?

Quando se está em dúvida se é TPM ou gravidez, recomenda-se buscar atendimento médico em duas situações: ou quando os sintomas são muito intensos (principalmente as dores e desconfortos) ou quando a menstruação está atrasada. Assim, serão feitos exames diagnósticos para confirmar a gestação e, caso necessário, pode-se seguir uma investigação aprofundada para confirmar se não se trata de um caso de infertilidade, desordem tireoidiana, reação medicamentosa ou até mesmo transição para a menopausa.

Entre em contato com a Mater Prime e saiba mais detalhes.

Fonte:

Ministério da Saúde: Caderno 32 de Atenção Básica — Pré-Natal.

Blog

Confira as últimas novidades do mundo da Reprodução Humana

Instagram Dr. Rodrigo RosaYoutube Dr. Rodrigo Rosa x