Fale conosco pelo WhatsApp
Intra Uterinas

Caracterizada pela dilatação das veias testiculares, a varicocele é uma das causas mais comuns e conhecidas da infertilidade masculina. Esta alteração prejudica o fluxo sanguíneo e a troca de nutrientes, podendo levar ao acúmulo de substâncias tóxicas e elevação da temperatura escrotal. Como consequência, pode haver comprometimento à qualidade e quantidade de espermatozoides.

Estima-se que a varicocele acometa entre 15% e 20% dos homens em todo o mundo, sendo apontada como responsável por até 40% dos problemas de fertilidade masculina primária (quando o casal nunca conseguiu engravidar). Se já houve uma gestação anterior, mas os cônjuges enfrentam dificuldades para conceber novamente, o problema pode ser responsável por uma porcentagem ainda maior de casos de infertilidade secundária.

Varicocele: o que é e quais são as causas?

A varicocele é uma a alteração que afeta as veias presentes nos testículos, mais precisamente na região chamada plexo pampiniforme testicular.

Por conta da posição da veia testicular esquerda, 80% dos casos de varicocele se manifestam deste lado. Apesar disso, o problema pode ocorrer de maneira bilateral em até 45% dos casos, e uma manifestação apenas no lado direito é considerada bastante rara. Mesmo sendo unilateral pode comprometer a produção de espermatozoides em ambos os testículos.

 

Embora existam fortes indícios de predisposição genética para o desenvolvimento da alteração, as causas da varicocele ainda não são totalmente claras para a Medicina. A alteração geralmente tem início na adolescência, quando o jovem tem cerca de 15 ou 16 anos, embora dificilmente seja diagnosticada cedo.

Sintomas e diagnóstico

Na maioria dos casos, a varicocele é uma doença assintomática e a maioria dos homens comparece ao consultório médico apenas quando enfrenta dificuldades de engravidar sua parceira ou sente dor nos testículos. Quando a alteração apresenta sintomas, o paciente poderá sentir:

  • Dor nos testículos;
  • Aumento do volume escrotal;
  • Sensação de peso nos testículos;
  • Veia aumentadas, visíveis ou palpáveis na região;
  • Tendência a piora desses desconfortos ao praticar exercícios físicos.

O diagnóstico é realizado em consultório médico, com realização de exame físico com o paciente em pé — em ambiente com luminosidade e temperatura adequadas. Um espermograma pode ser solicitado para elucidação diagnóstica, assim como um exame ultrassonográfico.

Embora a varicocele geralmente seja identificada apenas durante consultas de fertilidade, exames de rotina com um urologista também podem levar a um diagnóstico precoce. Assim como na maioria das doenças, a identificação precoce desta alteração é fundamental para que o paciente tenha mais chances de reverter o quadro e não ter sua fertilidade comprometida.

Como o problema afeta a fertilidade?

Os testículos ficam posicionados na parte externa do organismo masculino por um motivo: os espermatozoides precisam de uma temperatura mais baixa do que a do corpo humano para se manterem saudáveis e qualificados para a fecundação. Por isso, os testículos de um homem sadio possuem uma temperatura média que é até 2º C menor do que o restante do organismo.

Na varicocele, as veias dilatadas fazem com que o sangue fique preso ao redor da bolsa escrotal. Como consequência, a temperatura dos testículos é aumentada, prejudicando a qualidade dos espermatozoides produzidos. É importante ressaltar que a alteração não causa impotência sexual.

Outras hipóteses frequentemente apontadas como fatores que levam a varicocele a influenciar na infertilidade masculina são:

  • Danos aos testículos;
  • Mudanças na circulação sanguínea da região, levando a alterações da concentração de oxigênio e problemas nos tecidos testiculares;
  • Alterações imunológicas e hormonais.

Vale lembrar que fatores masculinos como a varicocele são responsáveis por aproximadamente metade dos casos de infertilidade conjugal. Por conta disso, é essencial que tanto o homem como a mulher se consultem com especialistas em reprodução humana caso estejam há pelo menos um ano mantendo relações sexuais sem utilizar nenhum método anticoncepcional, sem que haja uma gestação.

Tratamento e prevenção

O tratamento da varicocele depende do grau de complexidade da doença e da idade do paciente, embora uma intervenção cirúrgica normalmente seja o mais indicado — especialmente se o paciente apresentar infertilidade. Esta não é uma doença grave e pode ser completamente revertida se tratada corretamente e no tempo certo, sendo necessário que os homens estejam atentos a alterações em seu corpo.

A cirurgia é realizada com auxílio de microscópio cirúrgico, e o paciente geralmente recebe alta no mesmo dia do procedimento. Cerca de 3 a 6 meses após a intervenção, é recomendado que o paciente realize um espermograma para avaliar os resultados. Outros tratamentos são possíveis, mas não apresentam a mesma taxa de sucesso como a microcirurgia.

Em alguns casos em que a varicocele compromete a motilidade, qualidade ou concentração de sêmen, a cirurgia pode não ser capaz de restaurar totalmente a produção de espermatozoides. Nessas situações, uma fertilização in vitro pode ser indicada para que o paciente consiga engravidar sua companheira.

No que diz respeito à prevenção, esta é uma alteração em que dificilmente algo pode ser feito para evitar a dilatação das veias testiculares. Apesar disso, o paciente pode se consultar regularmente com um médico para que o especialista avalie suas condições gerais de saúde e possa identificar precocemente a varicocele ou qualquer outra alteração que pode comprometer a fertilidade masculina.

O Ministério da Saúde recomenda que os homens com idade até 40 anos se consultem com um médico pelo menos a cada 2 anos, se não houver sinais de doença. Após essa idade, a frequência deve aumentar para uma vez ao ano. Caso algum tipo de alteração, sintoma ou incômodo seja notado, entretanto, deve-se agendar uma consulta o mais rápido possível.

Caso você esteja enfrentando dificuldades para engravidar, entre e contato e agende uma consulta com um especialista em reprodução assistida para avaliar a existência de alguma alteração — como varicocele ou infecções — que pode estar comprometendo a fertilidade masculina.

Fontes:

Clínica de Reprodução Humana Mater Prime;

Organização Mundial da Saúde (OMS);

Ministério da Saúde;

Portal da Urologia.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Fatores de Infertilidade Masculina

Sou o Rodrigo Rosa, sócio fundador da Mater Prime, Clínica de Reprodução Humana. Nós temos como propósito realizar o sonho dos casais de conceber uma nova vida! Para isso, contamos com equipe multidisciplinar composta por especialistas em reprodução humana, ginecologistas, obstetras, entre outros.

Entre em contato e saiba mais

Calculadora do Período Fértil Calculadora do Período Fértil

Adicione os seus dados na calculadora de período fértil e descubra qual é o dia previsto de sua ovulação para programar sua gravidez ou se prevenir de uma gestação fora dos planos.

Fatores de Infertilidade Masculina