Fale conosco pelo WhatsApp

Tudo sobre Fecundação

Exato momento da fecundação

A fecundação é o processo de gerar uma nova vida. Porém, para que ela ocorra, existe um longo caminho a ser percorrido. O primeiro é a mulher liberar um óvulo maduro e saudável, o segundo é o espermatozoide entrar nesse óvulo.

Exato momento da fecundação
Imagem: Shutterstock

Sem materiais biológicos saudáveis a fecundação não ocorre, sendo por vezes necessário o auxílio da medicina para dar um “empurrãozinho” em algumas etapas dessa jornada.

Para tornar fácil o entendimento sobre o processo de fecundação, seja ela natural ou em laboratório, os especialistas da clínica de reprodução humana Mater Prime responderam as principais dúvidas acerca do tema. Confira todas as peculiaridades da temática a seguir!

Mas afinal, o que é fecundação?

Entende-se por fecundação quando o espermatozoide consegue entrar no óvulo. Para isso, o homem deve produzir boa quantidade de material biológico saudável e a mulher deve liberar o óvulo.

O encontro do óvulo com o espermatozoide ocorre na Trompa de Falópio, porém, quando não ocorre a fecundação o material biológico masculino morre dentro do órgão reprodutor feminino e o óvulo é eliminado em conjunto com a menstruação.

Aos casais de tentantes, a melhor forma de colaborar com a fecundação é manter relações sexuais desprotegidas durante os dias férteis da mulher, ou seja, após a ovulação. Isso ocorre dois dias antes desse processo e dois dias após, uma vez que o espermatozoide pode permanecer vivo e a procura do óvulo por até 72 horas.

Passo a passo da fecundação

Tudo começa com o funcionamento perfeito do órgão reprodutor feminino. Os ovários são os responsáveis pelo armazenamento dos folículos, material biológico que quando maduro se transforma em um óvulo.

Os ovários expelem um óvulo maduro ao mês — às vezes podem ser expelidos dois óvulos, mas isso ocorre em casos específicos — e esse material biológico feminino começa sua trajetória pelas Trompas de Falópio. É nesse local que o espermatozoide encontra o óvulo para então ocorrer a fecundação.

O trabalho é maior aos espermatozoides, eles devem percorrer um caminho bem longo para quem tem apenas 0,001 milímetro. São cerca de 18 centímetros do fundo da vagina até as trompas, mas eles enfrentam muitos obstáculos nessa jornada.

Para se ter uma percepção do grau da dificuldade, o homem consegue ejacular cerca de 20 milhões de espermatozoides durante uma relação sexual (podendo variar muito entre indivíduos), mas apenas um consegue fecundar um óvulo.  Desse total, metade carregam material genético feminino e a outra metade masculino, e mantem-se mais saudáveis por até 24 horas após o coito. Os espermatozoides podem permanecer vivos por até 72 horas, logo, após três dias da relação sexual alguns ainda estarão à procura de um óvulo para fecundar.

Desse total de espermatozoides, menos da metade consegue percorrer todo o caminho e encontrar o óvulo da mulher na Trompa de Falópio. Nessa hora, o mais forte é que consegue romper a membrana que reveste o óvulo e então promover a fecundação.

A fecundação ocorre quando o espermatozoide, que neste momento já perdeu sua cauda, se encontra com o núcleo do óvulo misturando assim o material genético feminino com o masculino.

Etapas do processo de fecundação

É uma questão de tempo para que a fecundação resulte em um feto e posteriormente em um bebê. Esse processo pode ser dividido em etapas, sendo que elas ocorrem enquanto o material biológico dos pais se fundiu e está percorrendo todo o caminho das Trompas de Falópio até chegar ao útero.

  • Etapa 1 após a fecundação: o óvulo com o espermatozoide se transforma em um zigoto;
  • Etapa dois: 30 horas após a fecundação esse zigoto começa a realizar a divisão celular, sendo duas células, depois quatro células até se multiplicar em oito células;
  • Etapa 3: 72 a 84 horas após ter sido fecundado, esse material dos pais se transforma em uma mórula;
  • Etapa 4: Passados 5 dias temos o desenvolvimento de um blastocisto;
  • Etapa 5: Esse blastocisto deve se implantar no útero materno, para então começar o desenvolvimento do saco gestacional e o desenvolvimento do feto.
  • Todo esse processo pode levar até seis dias após a relação sexual para ocorrer, sendo assim, o ciclo completo da fecundação pode levar até 15 dias. Uma observação interessante quanto ao feto, o primeiro órgão a ser desenvolvido é o coração, por isso é possível ouvir os batimentos cardíacos fetais logo após o primeiro mês de gestação.
Imagem ilustrativa para nidação
Imagem: Shutterstock

Quanto tempo após a relação pode ocorrer a nidação?

A estimativa é que a nidação ocorra a partir do sétimo dia após a fecundação. Nidação consiste em um leve sangramento, de tom rosa-claro ou marrom, que ocorre antes do período menstrual. Isso confirma que o blastocisto se firmou na parede do útero, ou seja, houve o processo de implantação do óvulo fecundado no útero.

Ao se implantar, esse blastocisto escama de forma leve a parede uterina resultando assim no sangramento nas cores acima mencionadas. Pode ser que o sangramento não ocorra em todas as mulheres, mas quando o óvulo é fecundado ocorre o processo de nidação.  Algumas mulheres podem apresentar esse sangramento tido como anormal, mas para outras isso pode passar desapercebido.

A fecundação pode resultar em sintomas?

Os sintomas da fecundação são os da gestação, sendo os mais comuns:

  • Sensação de cólica abdominal leve entre o 6º ou 7º dia após o período fértil;
  • Surgimento de corrimento rosado após 10 a 12 dias do período fértil;
  • Cansaço e sonolência excessiva;
  • Seios inchados e doloridos.

Essas são os sintomas da fecundação, ou seja, de que a mulher está grávida. Hoje, os testes de farmácia são bem tecnológicos e conseguem detectar a gestação a partir do primeiro dia do atraso menstrual.

Fecundação com auxílio da medicina

Casais em tratamento de reprodução humana assistida contam com o apoio de ginecologistas e embriologistas para o processo de fecundação. No caso de casais que farão a inseminação artificial, a medicina colabora na seleção dos melhores espermatozoides e na inserção desse material biológico feminino bem próximo às Trompas de Falópio, encurtando assim o caminho percorrido.

Já no caos da Fertilização in Vitro, tanto os óvulos quando os espermatozoides são manipulados em laboratório, sendo que a fecundação ocorre com o auxílio do embriologista.

Essas são as informações relativas ao processo de fecundação. Caso ainda tenham restado dúvidas, entre em contato com os especialistas da Mater Prime, eles podem te ajudar com essas e tantas outras dúvidas relativas à fertilidade.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Reprodução Humana;

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia;

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina.

Saiba mais sobre a Clínica de Reprodução Humana Mater Prime.

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Posts Recentes

Categorias

Inscreva-se na nossa newsletter

Receba novidades e dicas