Como é o processo de doação de sêmen no Brasil?

Fale conosco pelo WhatsApp
Como é o processo de doação de sêmen no Brasil?

Para realizar a doação de sêmen no Brasil é necessário cumprir diversos requisitos impostos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM)

A doação de sêmen no Brasil existe em diversas clínicas especializadas em reprodução humana que realizam procedimentos com o uso de esperma doado, como a fertilização in vitro ou a inseminação artificial.

Mas como é o processo de doação de sêmen no Brasil? Quem pode ser um doador? Quem pode usar o esperma doado? Neste artigo, vamos responder essas e outras perguntas sobre a doação de sêmen no Brasil. Acompanhe!

Fale com nossa equipe para saber como realizar a doação de sêmen!

Quem pode ser um doador de sêmen?

Os requisitos para ser um doador de sêmen vão desde a idade até a realização de exames para identificar possíveis doenças. Desse modo, é preciso ter entre 18 e 45 anos, ter boa saúde física e mental, não ter doenças genéticas ou infecciosas e passar por uma avaliação rigorosa.

Além disso, é preciso ressaltar que a doação de sêmen no Brasil é anônima, voluntária e sem fins lucrativos. O homem que desejar ser um doador deve manifestar sua vontade em uma clínica especializada, fazer exames laboratoriais e psicológicos e assinar um termo de consentimento.

Exames necessários para doar esperma

Durante o processo para realizar a doação de sêmen no Brasil, os doadores devem realizar diversos exames essenciais, tanto exames físicos, quanto espermogramas. Tais exames são feitos a fim de garantir que o homem esteja em condições de doar seu sêmen.

Desse modo, é preciso detectar possíveis doenças infecciosas, bem como descartar doenças hereditárias, como fibrose cística e anemia falciforme. Alguns dos exames a serem realizados são:

  • Hepatite B;
  • Hepatite C;
  • HTLV I e II;
  • Vírus Zika;
  • Chlamydia trachomatis (Clamídia);
  • Neisseria gonorrhoeae (Gonorreia);
  • Treponema pallidum (Sífilis);
  • HIV 1 e 2.

Quem pode usar o esperma doado?

Em suma, a doação de sêmen no Brasil é procurada por pessoas que buscam uma gestação assistida por algum motivo. Alguns dos principais casos são casais com infertilidade masculina, quando o homem tem problemas na produção ou na qualidade dos espermatozoides.

Outro caso diz respeito aos casais homoafetivos femininos, que desejam ter um filho biológico e buscam por essa alternativa. Além disso, há também mulheres solteiras que desejam ter uma produção independente.

Agende uma consulta com nossos especialistas para realizar o sonho de ter o seu bebê!

O que o CFM diz sobre doação de sêmen no Brasil?

A doação de sêmen no Brasil é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que estabelece algumas normas éticas para a reprodução assistida, como:

  • Doação anônima: o doador não pode saber quem é o receptor e vice-versa. A identidade civil do doador é preservada, assim como a dos receptores e da criança gerada;
  • Voluntariado: o doador não pode ser coagido ou induzido a doar, sendo assim, ele deve estar ciente dos riscos e benefícios envolvidos e ter sua autonomia respeitada;
  • Não ter fins lucrativos: o doador não pode receber nenhum tipo de pagamento ou compensação pela sua doação. Ele pode apenas ter suas despesas com transporte e alimentação reembolsadas pela clínica;
  • Idade limite para doação é de 45 anos: os homens acima dessa idade não podem realizar a doação de sêmen no Brasil, pois há maior risco de alterações genéticas nos espermatozoides;
  • Desde 2021, o Conselho Federal de Medicina permite que a doação de gametas (óvulos e espermatozoides) seja feita por parentes de até 4º grau, desde que não ocorra consanguinidade.

O doador sabe quem é o receptor?

Não. O doador não sabe quem é o receptor e nem tem acesso a nenhuma informação sobre ele. Posto isso, a clínica é responsável por fazer a seleção e a distribuição dos espermatozoides doados, respeitando os critérios estabelecidos pelo CFM.

O receptor sabe quem é o doador?

Não. O receptor também não sabe quem é o doador e nem tem acesso a nenhuma informação sobre ele, da mesma maneira, a clínica é responsável por garantir o sigilo e a confidencialidade dos dados do doador.

Quais características podem ser reveladas sobre o doador?

As únicas características que podem ser reveladas sobre o doador são as fenotípicas, ou seja, as que se referem à aparência física. Essas características são:

  • Tipo sanguíneo;
  • Raça;
  • Origem étnica;
  • Religião;
  • Cor da pele, dos cabelos e dos olhos;
  • Altura e peso;
  • Ocupação;
  • Hobbies;
  • Entre outros.

Tais características são reveladas para haver alguma semelhança física entre o doador e a família receptora, evitando possíveis conflitos de identidade na criança gerada.

A doação de esperma é remunerada?

Não. A doação de sêmen no Brasil é um ato altruísta e sem fins lucrativos, sendo assim, o doador não pode receber nenhum tipo de pagamento ou compensação pela sua doação.

Entre em contato com a Mater Prime!

Fontes:

Mater Prime

Conselho Federal de Medicina – CFM

Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida

Agende sua consulta

Para agendar uma consulta, preencha o formulário abaixo com seus dados e nossa equipe retornará para confirmar o agendamento

Posts Recentes

Categorias

Realize o sonho de ter seu bebê em casa

Clínica

Desde 2012 ajudando pessoas a realizarem o sonho de gerar uma vida e formar uma família, a Mater Prime é uma clínica de reprodução humana que preza pelo atendimento humanizado e personalizado. Para isso, nosso espaço conta com uma estrutura completa e acolhedora, além de equipe especializada para tratar problemas de infertilidade.

Agende sua consulta

Instagram Dr. Rodrigo RosaYoutube Dr. Rodrigo Rosa x